.::. BLOCO SEM NOME - Dosinho

Carnaval de ontem e de hoje
» Lançamento: Independente

“Tu fica aproveitando o vai e vem da multidão / Não se faça de doido não / Não se faça de doido não // Eu já notei que sua loucura é manhã / Mas não esqueça que doido também apanha...”, garante o compositor potiguar Dosinho, figura ilustre do Carnaval que ocupa lugar de destaque entre os principais autores de frevo do Brasil. Claudionor Batista de Oliveira iniciou sua carreira de compositor criando jingles publicitários e marchinhas para campanhas políticas. Compôs sambas-enredo, hinos de clubes de futebol e chegou a trabalhar na Rádio Nacional (Rio de Janeiro) como assistente de orquestra. Apesar de estar se despedindo das gravações, garante que continuará escrevendo suas músicas, sempre marcadas pelo bom humor como os frevos “Dolar na cueca”, “Piriquito como tudo”, “Zé Boiola” e “Carnaval com BinLaden”.

Saudoso, Dosinho critica o atual estágio do Carnaval natalense com o CD “Bloco sem nome” – “... Meu bloco é grande, mas não tem diretor, nem porta-beira e compositor ou comissão de frente...”, que conta com arranjos de Jubileu Filho e participação de artistas como Paulo Tito, Claudionor Germano, Tânia Talli, Expedito Baracho e Isaque Galvão.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

1 comentários:

Alfredo & Os Caras disse...

Cara, muito legal o seu blog. Como faço p/ seguir?
Sou o Assis, da banda Alfredo & Os Caras.
Visite o nosso blog também: www.alfredoeoscaras.com.br
Abraço!

Postar um comentário