.::. BLOCO SEM NOME - Dosinho

Carnaval de ontem e de hoje
» Lançamento: Independente

“Tu fica aproveitando o vai e vem da multidão / Não se faça de doido não / Não se faça de doido não // Eu já notei que sua loucura é manhã / Mas não esqueça que doido também apanha...”, garante o compositor potiguar Dosinho, figura ilustre do Carnaval que ocupa lugar de destaque entre os principais autores de frevo do Brasil. Claudionor Batista de Oliveira iniciou sua carreira de compositor criando jingles publicitários e marchinhas para campanhas políticas. Compôs sambas-enredo, hinos de clubes de futebol e chegou a trabalhar na Rádio Nacional (Rio de Janeiro) como assistente de orquestra. Apesar de estar se despedindo das gravações, garante que continuará escrevendo suas músicas, sempre marcadas pelo bom humor como os frevos “Dolar na cueca”, “Piriquito como tudo”, “Zé Boiola” e “Carnaval com BinLaden”.

Saudoso, Dosinho critica o atual estágio do Carnaval natalense com o CD “Bloco sem nome” – “... Meu bloco é grande, mas não tem diretor, nem porta-beira e compositor ou comissão de frente...”, que conta com arranjos de Jubileu Filho e participação de artistas como Paulo Tito, Claudionor Germano, Tânia Talli, Expedito Baracho e Isaque Galvão.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários ( 1 )

.::. COLORIDO - Gilberto Cabral

www.myspace.com/gilbertocabral
» Lançamento: Independente

O que esperar de um trombonista de nascença, criado no berço do frevo? Logo na primeira aula de música, o professor identificou a vocação do então garoto Gilberto Cabral – que chegou disposto a aprender saxofone e foi seduzido pela ‘metaleira’. Instrumentista, maestro e arranjador, Giba lança “Colorido” e engrossa o caldo da boa música produzida no RN. Pernambucano ‘naturalizado’ potiguar, o músico apresenta as operetas instrumentais “Saga” e a própria faixa título, que inicia com declamação poética de Yrahn Barreto (voz e guitarra).

Rodeado de amigos como Zé Hilton (sanfona), Valéria Oliveira (voz), Sérgio Groove (baixo), Wagner Tsé (percussão), Ronaldo Freire (flauta), Jubileu Filho, Eduardo Taufic, a musa Inês Latorraca (piano) e mais uma penca de grandes nomes da música local, Gilberto Cabral dá um passo a frente e coloca o trombone em evidência. Merece destaque a música “Baião de Nós”, que conta com participação especial de crianças atendidas pelo projeto “Ilha de Música”, iniciativa social que trabalha com inicialização musical de crianças da qual o maestro é um dos coordenadores.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]

.::. DO MORRO AO ASFALTO - João do Morro

www.myspace.com/joaodomorro
» Lançamento: Rec-Beat Produções Artísticas

Dizem as boas línguas que o pernambucano João do Morro faz ‘fuleiragem music’, uma mistura de samba com reggae, hip hop, rock e afoxé. Escoltado pela banda Os Cara, formada por Betinho Rodrigues (guitarra), Alexandro Azevedo (baixo), Maersalal Ferreira (teclado), Marcelo Andrade (cavaquinho, Miza Batera (bateria), mais os percussionistas Juca Jr., Arthur Henrique, Johnata Pimentel e Tio do Pandeiro, o músico lança seu primeiro álbum gravado em estúdio sob a batuta de Antônio Gutierrez (também empresário da banda Cordel do Fogo Encantado e produtor do Festival Rec-Beat, evento que acontece durante o Carnaval do Recife).

Essencialmente um disco de samba, “Do Morro ao Asfalto” traz 12 faixas – destas, três já circulam com certa desenvoltura entre o público pernambucano que curte o perfil ‘tirador de onda’ do artista. Ouça o brega “Eu não presto”, que mereceu elogios do jornalista Marcelo Tas, e divirta-se com a hilária “Cueca de copinho”: “Quem não se lembra das cuecas de copinho / Que vinha com três cuecas de um pano vagabundinho...”.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]

www.buoniamicis.com.br/sportbar/farra.html
» Lançamento: Red Bull Music Academy

Produtor, agitador cultural e co-responsável pelo sucesso da festa semanal Farra na Casa Alheia (parceria com DJ Marquinhos), em Fortaleza, evento considerado uma vitrine regional para bandas (novas ou não) que apostam em suingue, experimentalismo, batuque, balanço e tudo mais que fizer um público exigente mexer as cadeiras – nomes como Zé Cafofinho, Mundo Livre S/A, Eddie, B-Negão, entre outros, já passaram por lá. Fruto dessa ‘mistureba’ generalizada de estilos, DJ Guga de Castro coloca na roda uma compilação azeitada com cinco músicas produzidas a partir de samples e outras colagens de gravações exclusivas.

“Iracema Hot Sound” sintetiza a sensualidade da música produzida no Norte e Nordeste do país, da guitarrada e o carimbó paraense influenciados por ritmos caribenhos (“Compositor da ralé”) ao xaxado turbinado pela música eletrônica (“Na porta de cabarés”), e proporciona fusões inusitadas como hip hop e forró na música “Mac Pobre Feliz”. Trilha sonora certeira para animar qualquer encontro de escolados.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]

.::. VISAGEM [EP] - Cabruêra

www.myspace.com/cabrueramusic
» Lançamento: Overmundo/Petrobras

Prévia do novo álbum da banda paraibana Cabruêra, “Visagem” em versão EP apresenta seis músicas inéditas que deixam em aberto o futuro da banda: regional? Eletrônico? Rock? Experimental? Ou tudo isso junto? A própria faixa título, que abre o disco, um instrumental envenenado por rock progressivo, frevo e surf music, faz questão de deixar tudo no ar: afinal o que a banda quer? O jogo começa a se definir na terceira faixa, “Pisa Morena”, uma ciranda moderna, consistente, que transmite segurança ao ouvinte, mas o jogo volta a empatar na metade final do EP.

Investindo no perfil ‘tipo exportação’, ou ‘uma mistura exóticas de ritmos que agrada em cheio o público estrangeiro (principalmente europeu)’, a Cabruêra ultrapassa os dez anos de existência com nova formação: Arthur Pessoa (firme e forte nos vocais e guitarra desde a primeira formação da banda), Pablo Ramires (bateria e percussão), Edy Gonzaga (baixo) e Leo Marinho (guitarra). Em tempo, produzido por João Parahyba, percussionista do Trio Mocotó, o CD será lançado após o Carnaval e estará disponível para download gratuito no site Overmundo.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]