.::. CINECLUBE - Babal e Lívio Oliveira


» Lançamento: Independente



Verdadeira ode à alma feminina, o CD “Cineclube”, o disco de estreia da seção, foi buscar inspiração na sétima arte para despir – com certa obsessão - musas do cinema como Brigitte Bardot e Marilyn Monroe.

Com letras do poeta Lívio Oliveira e musicalidade do compositor Babal, o disco ganha forma a partir dos arranjos sofisticados de Joca Costa (que também assina a Direção Musical e participa como guitarrista) e corpo com a participação de músicos tarimbados como o percussionista Cássio Duarte, o baterista Di Stefano, Airton Guimarães (baixo) e o saxofonista Montanha, entre outros. As cantoras Valéria Oliveira, Luciane Antunes, Liz Rosa e Khrystal, mais participação especial de Geraldo Azevedo (na faixa 7) também estão nessa sessão Cineclube.

Boa parte da canções é dedicada a personagens reais da indústria cinematográfica (atores, diretores e escritores) do naipe de Dennis Hoper, Peter Fonda, Federico Fellini e Faye Dunaway – os potiguares Buca Dantas e Jussara Queiroz também foram lembrados nas letras. Merece destaque as composições “Ruas e Luzes”, homenagem a Charles Chaplin na voz de Khrystal, e “Quem há de acreditar?”, dedicada a Pedro Almodóvar e Carlos Saura – essa última traz um sotaque latino, cujo tempero caliente confere certo vigor ao perfil light do projeto.

Apesar da complexidade dos arranjos, musicalmente o CD peca pela falta de ousadia e corre o risco de soar como trilha sonora para almoços e jantares – à luz de velas de preferência. Uma música feita para agradar ouvidos sensíveis e rebuscados, mas com o claro receio de quem não quer se arriscar por lugares incomuns. “Cineclube” foi produzido com patrocínio da Lei Câmara Cascudo e da Cosern.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]

.::. UM TOQUE A MAIS - Geraldo Carvalho

www.myspace.com/geraldocarvalho
» Lançamento: Independente

[ouvir] Geraldo Carvalho - Um Toque a Mais

Após Manhecença (2001), primeiro álbum da carreira, Geraldo Carvalho se supera em “Um toque a mais”. Com boas composições e ótimas rimas que nos remetem ao universo urbano papa-jerimum, o cantor e compositor dá uma repaginada na MPB produzida no RN.

Cercado por músicos do quilate de Jubileu Filho (violões), Zé Fontes (baixo), Cássio Duarte, Wagner Tsé e Galvão Filho (percussionistas), Robertones (baixo) e Eduardo Taufic (piano), entre outros convidados como o cantor Pedro Mendes - que canta uma das faixas -, Geraldo surpreende ouvintes atentos com detalhes minimalistas e um suingue sutil e bem elaborado que tanto permite dançar como apreciar (sem moderação). Destaque para “Potiguarina”, “Desafio” e a composição que dá título ao disco.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]

.::. DANCE! DANCE! DANCE! [EP] - Lunares

www.myspace.com/bandalunares
» Lançamento: Independente



Melancolia e sensibilidade marcam a sonoridade moderna do primeiro trabalho (EP) da banda potiguar Lunares. Formada em 2006 por Rodrigo Lacerda (voz, guitarra e teclados), Bruno Lima (baixo) e Daniel Costa (bateria e vocais), o trio vem ganhando terreno no circuito alternativo com uma proposta calcada em ícones da música underground como Muse, Coldplay e adjacências.

Eleita banda revelação no Prêmio Hangar de 2008, a Lunares ganhou destaque nacional ao participar de Festivais — como o MADA — onde fez a estreia com boa repercussão na imprensa e logo depois DoSol — por suas performances intensas e uma proposta que, apesar de não ser original, está bem à frente da mesmice que ronda o pop-rock brazuca.

[ link original da crítica na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]

.::. ONDAS CURTAS ..::..

A coluna Ondas Curtas está de volta e, semanalmente, irá tecer impressões e comentários sobre lançamentos locais e nacionais de CD e DVD. Independente do estilo, a intenção é proporcionar uma visão crítica livre de bairrismos.

Também não importa se o título está saindo por uma grande gravadora ou se foi produzido de forma independente, o intuito é tratar todos os sotaques da música com o devido respeito. Leia, comente, sugira, indique!

[ link original na Tribuna do Norte ]


|

Comentários [ 0 ]